Pastor é espancado e atropelado por extremistas hindus na Índia

Extremistas hindus espancaram brutalmente um pastor na Índia, antes de atropelá-lo com suas motocicletas, enquanto zombavam de sua fé cristã.


O Pastor Isaac Paulose, 48 anos, foi espancado e atropelado cinco vezes por motos. (Foto: Morning Star News)


Pouco depois de deixar seu filho de 5 anos na escola naquela manhã, o pastor Isaac Paulose, 48 anos, foi espancado por 10 nacionalistas hindus armados com hastes de bambu e uma grossa corrente de metal com uma fechadura pesada. Os atacantes passaram as cinco motos sobre ele, fraturando uma de suas costelas, segundo relatos do também pastor Uttar Kumar Deep, da Igreja da CEA (Assembleias Evangélicas Cristãs) ao Morning Star News.



De acordo com Deep, o pastor Paulose estava no carro quando um nacionalista hindu se aproximou de moto, o parou e disse para ele sair.


"Inconsciente de suas intenções e sem a menor suspeita, Isaac saiu", disse Deep. “De repente, outros se juntaram ao motociclista e todos começaram a bater em Isaac com toras de bambu e uma corrente e começaram a agredi-lo”.


Acusando-o de ‘converter pessoas’, eles o espancaram com varas de bambu e uma grossa corrente de metal com um cadeado preso na extremidade. Eles o desprezaram e o ridicularizaram, desafiando-o a continuar a converter as pessoas.


Os agressores ameaçaram matar o pastor e depois partiram zombando de sua fé cristã, disse Deep.


"Quando ele estava deitado no chão, já quase inconsciente, eles usaram suas motos, cinco delas, uma após a outra, passando sobre ele, ferindo-o ainda mais e quebrando uma costela", disse ele. “Eles o desprezaram e o provocaram, ordenando que ele invocasse o nome de Jesus. Eles também ameaçaram matá-lo se ele continuar a ‘converter’ as pessoas”, acrescentou.



Os agressores fugiram apenas depois que a população local notou a agressão e vieram em auxílio de Paulose. O líder cristão foi levado às pressas para um hospital onde foi submetido a duas cirurgias na mão esquerda, que sofreram múltiplas fraturas.


"Ele recebeu dois pontos na parte de trás da cabeça e um na testa", disse Isaac. "Uma de suas costelas está fraturada, pelo que os médicos disseram que nada pode ser feito e que ele precisará descansar bastante para que a costela se cure por si mesma".


Hemant Lal, um líder cristão de Bhopal, disse que Paulose é um homem honrado por sofrer em nome de Cristo.


"A condição do irmão Isaac estava muito ruim quando ele foi levado para Bhopal", disse Lal ao Morning Star News. “Fiquei impressionado com a fé dele. Ele me disse que não estava com medo e que haveria dificuldades em fazer a obra do Senhor, mas que estava feliz por ter sofrido pelo nome de Jesus”.


A polícia de Sehore registrou um Primeiro Relatório de Informação contra os agressores não identificados, de acordo com o Código Penal Indiano, por intimidação criminal, danos, restrição injusta e voluntariamente causar danos. Mais tarde, eles acrescentaram uma seção referente à tentativa de assassinato.



Contexto


A Lei de Liberdade Religiosa da Índia de 2019, aprovada por 8 dos 29 estados do país, proíbe a conversão religiosa como resultado de força ou indução. Aqueles que violam a lei de conversão religiosa forçada enfrentam de três a sete anos de prisão.


Segundo a lei, conversões religiosas ‘forçadas’ são aquelas que ocorrem sob deturpação, força, influência indevida, coerção, indução, casamento ou outros meios fraudulentos.


No entanto, os críticos dessa legislação dizem que essas leis são frequentemente usadas pelos radicais hindus de forma abusiva, para perseguir cristãos e outras minorias religiosas. Surgiram numerosos relatos de grupos extremistas e policiais mirando em cristãos com a alegação de "conversão por força, fraude ou fascínio".


Falando à agência cristã Morning Star News, Deep disse que Paulose não se envolve em conversões forçadas.


“Tais incidentes não devem acontecer conosco; somos pessoas que amam a paz ”, disse Deep. "Nós não somos violentos, e acusar alguém de conversão [forçada] sem qualquer motivo e prova não é uma coisa boa."


A Índia ocupa a 10ª posição na lista da Portas Abertas sobre países onde é mais difícil viver como cristão.



Fonte: Guiame

Páginas

Notícias

Quem somos

Comunidade

Anuncie

© 2016 - 2020  Web Rádio Monte Sinai Gospel