Igreja se reúne em culto aberto nas ruas de SP e milhares se convertem a Cristo

Uma iniciativa que começou dentro de uma faculdade, mas que rapidamente se espalhou por uma das principais avenidas do país, a Avenida Paulista, em São Paulo. Se trata de um movimento evangelístico organizado Igreja One, pela fundada pelo pastor Alessandro Vilas Boas.


Cristãos se reúne em culto aberto nas ruas de SP


Em São Paulo, no entanto, quem lidera a denominação é o pastor Gabriel Cantarino, que encabeça um culto de oração realizado toda primeira quarta-feira do mês. Ele iniciou o seu ministério evangelístico na Universidade Presbiteriana Mackenzie, em 2010.



Segundo Cantarino, após um verdadeiro encontro com o Espírito Santo, ele passou “de alguém que acreditava que Deus queria salvar apenas algumas pessoas para alguém que cria convictamente que Deus iria salvar individualmente cada pessoa de nossa cidade”.


Cantarino e outros colegas começaram evangelizando na própria faculdade, mas logo iniciaram uma atividade evangelística semanal na Praça Roosevelt, entre as ruas da Consolação e Augusta, onde também deu aulas de evangelismo.


“Recebíamos mensalmente cerca de 400 a 500 pessoas para essas Escolas, onde elas eram ensinadas e ativadas com poder de Deus para pregar o Evangelho, curar enfermos e expulsar demônios. Assim vimos inúmeras pessoas sendo batizadas no Espírito Santo nas ruas, tanto cristãos como não cristãos”, disse ele.


Cantarino afirma que desde o início dos trabalhos na Paulista, cerca de 5 mil pessoas foram salvas e outras 20 mil ouviram sobre a Palavra “No último Sobre Toda Carne, tivemos 259 pessoas alcançadas pelo Evangelho”, disse ele.



Bem antes da Igreja One ser fundada, o grupo já se alternava durante todo o tempo de atividade evangelística, que vai das 8h às 20h. “Fazíamos 12 horas de adoração e intercessão na Praça Roosevelt com evangelismo e terminava com a pregação do Evangelho, imposição de mãos, curas, salvações e libertações”, disse o pastor.



Evangelismo é para igreja


Cantarino fez questão de rebater a ideia de que evangelismo é uma atividade voltada mais para os jovens. “O mandato de Jesus para pregar o Evangelho é para todo discípulo. Na Igreja Primitiva todos pregavam e por que todos pregavam eles tinham os resultados que tinham”, disse ele.


Evangelizar, contudo, não é simplesmente sair nas ruas e falar da Bíblia. Além do preparo teológico, é preciso ter uma vida voltada para o Senhor de modo que os ensinamentos de Cristo possam ser vivenciados, antes de tudo, dentro da própria casa, em seu dia-a-dia.


“Meu conselho é que comecem do seu quarto encontrando a face de Deus, sem isso, eles só entregarão panfletos e recitarão versículos decorados”, diz Cantarino.


“A partir disso eles poderão pregar para qualquer pessoa com uma testemunha viva do Deus que viram em seu lugar de intimidade, seja na faculdade, nas ruas, na igreja, em casa, no hospital ou na rua. Tenha a pregação do Evangelho como estilo de vida antes de abrir um ministério evangelístico ou fazer um culto na rua”, conclui o pastor.



FONTE: Gospel Mais

Páginas

Notícias

Quem somos

Comunidade

Anuncie

© 2016 - 2020  Web Rádio Monte Sinai Gospel