Globo pede desculpas à família do menino morto por trans

Nesta terça-feira (10) a TV Globo se pronunciou novamente sobre a reportagem omissa e manipuladora que o Fantástico fez sobre transexuais em presídios. Em matéria no Jornal Nacional, a emissora pediu desculpas à família de Fábio dos Santos Lemos, que à época do crime tinha 9 anos de idade, e aos telespectadores.


William Bonner. (Foto: Reprodução / Rede Globo)


A reportagem também divulgou e apoiou a nota do dr. Drauzio Varella. O médico disse que não pergunta “sobre o que meus pacientes possam ter feito de errado” para que os crimes não interfiram em sua conduta.



Asseverou que na televisão segue os mesmos princípios e terminou dizendo que é médico e não juiz, sem levar em conta que, em uma reportagem para TV, a função que exercia não era uma nem outra.


Por sua vez, a Rede Globo afirmou que só tomou conhecimento da gravidade dos crimes de Rafael Tadeu de Oliveira do Santos, que hoje se define como mulher trans e atende pelo nome de Suzy Oliveira, após a exibição do quadro no Fantástico, o que revela omissão e despreparo.


Também disse que “respeitou protocolos de segurança” e por isso não havia se manifestado antes. Oportunidade em que culpa autoridades públicas de “não seguirem” as supostas regras.


Resta agora esperar o pedido de desculpas pelo caráter manipulador do quadro. Onde, em nome da agenda progressista LGBT e do politicamente correto, foi vendida a ideia de que um transexual estava “abandonado” no presídio por puro preconceito das pessoas e não pelo crime brutal que cometeu.


FONTE: Gospel Prime

Páginas

Notícias

Quem somos

Comunidade

Anuncie

© 2016 - 2020  Web Rádio Monte Sinai Gospel