Cristãos sírios mantêm esperança em meio à guerra

Um dos colaboradores da Portas Abertas relata sobre sua visita à Síria e diz que o que mais o impactou em um primeiro momento foi ver a completa destruição de bairros inteiros ao lado de áreas que parecem intocadas pela guerra, na cidade de Aleppo. Ainda há guerra acontecendo, mas também há lugares muito pacíficos.


Crianças no Centro de Esperança na Síria. (Foto: Portas Abertas)



Destruição e lojas chiques, pessoas na miséria e outras desfrutando uma noite em um bom restaurante, milhões que fugiram do país e pessoas que já retornaram ao país.



“Depende do que queremos ver. Eu posso andar em áreas destruídas e ver uma cena apocalíptica. Mas também posso olhar para os sinais de esperança, os sinais de que a vida normal está voltando”, compartilha. Ele conta de um líder cristão que, na sua igreja destruída, contou como ele perdeu igreja, casa, esposa e filhos na guerra. Mas logo após contar isso, tinha um brilho de esperança nos olhos quando falou sobre porque tinha permanecido e como acreditava no futuro.


Os nove anos de guerra na Síria destruíram prédios, casas, repartições públicas e muitas vidas. Acabaram com os sonhos e planos de várias gerações, e deixaram um rastro de desesperança em meio às ruínas dos conflitos. Nesse contexto, a Portas Abertas, em parceria com igrejas cristãs sírias, fundou os Centros de Esperança. São 16 locais espalhados pelo país onde as famílias encontram comida, as crianças aprendem e brincam, os jovens fazem cursos de inglês, os adultos se aprofundam na fé cristã, os casais desenvolvem a arte do casamento e as mulheres reúnem-se para orar e compartilhar os desafios da vida.


Ter um local onde as crianças cristãs encontram uma oportunidade para aprender a andar com Jesus traz grandes benefícios, já que muitas delas precisam estar em escolas islâmicas. Além de enfrentarem a pressão dos colegas, os professores extremistas acabam influenciando, já que apenas a cultura muçulmana é ensinada.


Lian é um garoto de oito anos, que mora em uma pequena cidade da Síria. Para conseguir estudar, ele e outros cristãos estão sendo obrigados a frequentar as aulas de islamismo. Ao frequentarem um Centro de Esperança, as crianças encontram um lugar seguro para aprender as verdades de Cristo, e ainda são fortalecidas psicológica e espiritualmente.



Você pode levar esperança a cristãos sírios


As atividades dos Centros de Esperança espalhados pela Síria são algumas das maneiras que a Portas Abertas encontrou de lembrar os cristãos que Deus não se esqueceu deles, e tem levantado irmãos e irmãs de diferentes países para apoiá-los neste momento de fragilidade. Você pode ajudar crianças e jovens sírios permitindo que os trabalhos continuem a abençoar e transformar a vida de cristãos no país. Clique aqui e saiba como participar.



FONTE: Portas Abertas

Páginas

Notícias

Quem somos

Comunidade

Anuncie

© 2016 - 2020  Web Rádio Monte Sinai Gospel