Cristão perdoa terroristas que mataram a sua mãe em atentado na Indonésia

Um cristão da Indonésia, chamado Kurnianto, perdeu a sua mãe num dos atentados suicidas que foram levados a cabo pelos membros duma família de terroristas - que incluía crianças - ligados ao Estado Islâmico, No seu funeral, o filho declarou que perdoou os autores do atentado terrorista.


"Em nome da minha mãe, peço desculpas se ela cometeu algum erro durante a sua vida. Agora ela está no céu", disse Kurniato, segundo o The Jakarta Post. "E quanto aos perpetradores, nós os perdoamos e eu acredito que a minha mãe está na Casa do Senhor".


A mãe de Kurnianto, Lim, foi morta na explosão da Igreja de Santa Maria na área de Surabaya, em Java Oriental. O ataque foi parte de uma série de atentados suicidas realizados por seis membros da família de uma pessoa identificada como Dita Oepriarto. A família matou pelo menos 13 pessoas e feriu mais de 50.


Dita detonou uma bomba na Igreja Pentecostal de Surabaya, conhecida como GPPS, matando oito pessoas. Os seus dois filhos realizaram a explosão na Igreja Católica de Santa Maria, matando cinco pessoas; a sua esposa e filhas mataram uma pessoa na Igreja Cristã Indonésia de Diponegoro, conhecida como GKI. Os ataques foram reivindicados pelo Estado Islâmico, também conhecido como IS, ISIS, ISIL ou Daesh.


A mãe de Kurnianto estava em pé em frente à igreja quando a explosão ocorreu, de acordo com a filmagem da CCTV.


"Quando eu vi a CCTV, eu não sei, talvez fosse o belo plano de Deus", disse ele "Quando a mamã chegou ao portão, ela não entrou na igreja... ficou lá cerca de cinco minutos".


Ele acrescentou: "Acreditamos que o governo fez o melhor para a nação e para o estado. E, finalmente, Deus, por favor, ajude a Indonésia".


O esquadrão antiterrorista do país prendeu dezenas de suspeitos de terrorismo em Java Oriental e em Sumatra, segundo o The Straits Times.


Fonte: Christianitytoday

Páginas

Notícias

Quem somos

Comunidade

Anuncie

© 2016 - 2020  Web Rádio Monte Sinai Gospel