Chineses clamam a Deus contra o coronavírus: “Não há nada que possamos fazer”

O avanço do coronavírus, oficialmente chamado pela comunidade científica de “Covid-19”, tem causado preocupação no mundo inteiro, especialmente na China, onde cristãos chineses estão apelando para Deus por providências contra o vírus que no país já matou mais de 2.700 pessoas.


Chineses com mascaras cirúrgicas (Imagem)


A Ministério da Saúde brasileiro confirmou na última quarta-feira (26) que o coronavírus já chegou no país, através de um homem de 61 anos vindo da Itália, onde o vírus também se encontra. O anúncio colocou de prontidão a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que, vinculada à pasta do governo, monitora o caso.


Enquanto no Brasil a situação é de cautela, na China parte da população vive em clima apocalíptico, segundo relatos de um testemunho publicado pela organização missionária Barnabas Fund.


“Sobre a situação na China, isso é realmente sério. As pessoas estão com medo. Cerca de 11 milhões de cidades estão em quarentena”, afirmou um cristão chinês em uma carta enviada à organização.


“Muitos vídeos estão circulando na internet, mostrando pessoas caindo nas ruas, balcões de lojas vazias, hospitais lotados com pessoas desesperadas gritando, cadáveres cobertos nos corredores dos hospitais…”, relatou.


Outra preocupação externada através da carta foi com a falta de equipamentos de saúde. “Há também informações de que há falta de pessoal médico e medicamentos”, diz o texto.


Apesar da China ser a maior produtora mundial de máscaras hospitalares de proteção, o país também enfrenta dificuldades de abastecimento desse item tão vital em tal contexto.


“Na rua, ande apenas com máscaras. Máscaras descartáveis ​​e máscaras de filtro tornaram-se valiosas como ouro; outras máscaras são simplesmente inúteis”, alerta o cristão chinês em sua carta.


“O vírus está cada vez mais próximo de nós. Sinto medo pela minha família, mas confiamos em Deus. Infelizmente, a cidade de Wuhan não fica longe de nós, ela está a cerca de 600 km. Não há nada que possamos fazer sobre isso, só podemos orar, fortalecer a imunidade e manter a higiene”, destacou.


Diante desse contexto assustador, o cristão chinês ressaltou que a Igreja de Cristo permanece em constante oração, a fim de que o Senhor atue em favor dos seus filhos, não apenas na China, mas em todo o planeta.


“Crentes de toda a China estão unidos em oração e também convidamos você a orar (…), obrigado por seu apoio amoroso e cuidado por nós. Graças a Deus por tudo! Bênçãos abundantes!”, conclui a carta.


FONTE: Gospel Mais

Páginas

Notícias

Quem somos

Comunidade

Anuncie

© 2016 - 2020  Web Rádio Monte Sinai Gospel